A primeira infância de Hahnemann

Nasci em 10 de abril de 1755, no eleitorado da Saxônia, uma das mais bonitas regiões da Alemanha. É uma das razões do meu grande amor pelas maravilhas da natureza.”

Há poucas informações relativas à primeira infância de Hahnemann, sendo a maior parte delas proveniente de sua autobiografia.

Nasceu em Meissen, em 10 de abril de 1755, pouco antes da meia-noite. Meissen fazia parte da Saxônia, na Alemanha ainda não unificada, região fronteiriça à Europa Eslava, e contava então com cerca de quatro mil habitantes. Esta região tinha tradição metalúrgica e alquímica, devido às minas de prata, chumbo e zinco. Nesta região brota o rio Elba, e suas principais cidades são Leipzig e Dresden. Foi também nesta região que Martinho Lutero iniciou a Reforma Protestante. E é importante ressaltar que Hahnemann nunca irá afastar-se desta região ao longo do rio Elba enquanto residir na Alemanha.

O menino Samuel foi levado à Igreja Luterana logo na manhã do dia 13 de abril para ser batizado, pois era muito frágil e esperava-se o pior. A parteira apadrinhou-o, após um parto muito difícil. Recebeu o nome Christian Frederico Samuel Hahnemann, mas sempre foi chamado de Samuel, para não confundir com o nome do pai. Hahnemann é o terceiro de cinco filhos, Carlota (nascida em 1752), Carlos Geraldo (1754), o próprio Samuel (1755), Augusto (1757) e Benjamina (1759), que era carinhosamente chamada de ‘Minna’ por toda a família.

Sua mãe é meiga e atenciosa. Seu pai tem um lema sempre repetido: “Agir e ser sem aparecer.” Sua mãe e seu pai assumem a educação dos filhos, ensinando-lhes a ler, escrever, calcular. Mostram-lhes as belezas da natureza nos arredores de Meissen. São criados sob os preceitos da religião luterana. Seu pai usa um método especial para educar os filhos. Leva os meninos para a fábrica e deixa as meninas com a mãe. Enquanto pinta, dá-lhes um ou dois pensamentos para que possam meditar sobre eles. Depois, recolhe suas reflexões e as comenta. Com isso, molda o espírito de independência e o sentido crítico das crianças. Christian Hahnemann era um pai severo que não permitia que os filhos usassem expressões vulgares em seu linguajar, apesar de Hahnemann afirmar posteriormente que interessava-se pela forma de falar das pessoas simples de Meissen.

Sua saúde é muito frágil, e esta fragilidade o acompanhará por muitos anos. Aos 6 anos, perde seu irmão imediatamente mais velho, Geraldo, que estava com 7 anos, assim o menino Samuel passa a ser o primogênito entre os meninos da casa, o que lhe traz responsabilidades em relação a ajudar no sustento da família.

Este primeiro setênio do menino Samuel afeta a família Hahnemann de forma especial devido à Guerra dos Sete Anos, iniciada em 1756, em que a Prússia e a Áustria disputaram a região da Silesia. Meissen foi invadida pelos prussianos, auxiliados e insuflados pelos ingleses, e saquearam o que ali se produzia de melhor, a porcelana e os tecidos, trazendo anos de dificuldade financeira para todos os seus habitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

1.259 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>